O novo ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, 67 anos, apesar de ter vivido a maior parte de sua vida e feito sua longa carreira política pelo Rio Grande do Norte, nasceu no Rio de Janeiro. Á época, seu pai, o ex-deputado federal Aloísio Alves, vivia na capital fluminense. 

 

O novo ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, 67 anos, apesar de ter vivido a maior parte de sua vida e feito sua longa carreira política pelo Rio Grande do Norte, nasceu no Rio de Janeiro. Á época, seu pai, o ex-deputado federal Aloísio Alves, vivia na capital fluminense.A cassação do mandato do pai pelo Ato Institucional nº 5 motivou a entrada do então advogado Henrique Eduardo Alves na politica. Aos 22 anos, um ano após a cassação do pai, Alves é eleito deputado federal pela primeira vez e dá inicio a uma longa e vitoriosa trajetória, galgada especialmente no Poder Legislativo. Foram 44 anos de Congresso Nacional, com 11 mandatos de deputado federal consecutivos. Na Casa, desempenhou diversas funções até chegar à presidência da Câmara dos Deputados, no biênio 2013-2014. Entre 2007 e 2012, foi líder da bancada do PMDB na Câmara e teve atuação marcante na defesa da posição PMDB como principal partido da base de apoio ao governo da presidente Dilma Rousseff.Ao longo dos 11 mandatos, apresentou 672 proposições, entre projetos de lei, propostas de emendas à Constituição e outras. Foi relator de 57 matérias, dentre as quais se destacam o programa habitacional Minha Casa, Minha Vida e o novo regime de distribuição dos royalties do petróleo no pré-sal. A relação com o setor de turismo do novo comandante da pasta não se resume ao fato de ter nascido na cidade cartão postal do País ou por ter construído sua vida pessoal e pública em Natal, outro destino turístico com notável potencial. Em sua trajetória na Câmara, Alves utilizou sua forte influência para medidas que impactaram positivamente o setor. Entre elas, merece destaque a participação dele no processo de concessão da obra do aeroporto de São Gonçalo do Amarante à iniciativa privada. O ex-presidente da Câmara se envolveu em todas as etapas, na com articulação política e na cobrança das autoridades envolvidas. Novo ministro já foi homenageado pelo CNTEssa atuação e ligação com o setor renderam a Alves, ainda em 2011, uma homenagem do Grupo Gestor do CNT (Conselho Nacional de Turismo), do Ministério do Turismo. O grupo gestor era formado pelas seguintes entidades do trade nacional: Abrarj, Abrasel, Abav, ABIH, Abetar, CBCVB, FBHA, Anseditur e Fornatur.Na ocasião, Alves lembrou sua trajetória política e os desafios enfrentados e salientou a importância de receber uma homenagem do trade turístico nacional. “Na vida publica, a rotina é de questionamentos e críticas, não de homenagens. Esse reconhecimento é muito importante, especialmente em um momento que a classe política é tão questionada. Agradeço ao trade a homenagem, que prova que tenho honrado meus onze mandatos”, afirmou na época.Além de político, Henrique Alves é empresário do ramo de comunicação no Rio Grande do Norte. É um dos proprietários do Sistema Cabugi de Comunicação, do qual fazem parte a TV Cabugi, afiliada da Rede Globo, Rádio Difusora de Mossoró e o jornal Tribuna do Norte.
Fonte:www.jornaldeturismo.tur.br